sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

VIGOREXIA

A adicção ou dependência ao exercício, também chamada de Vigorexia ou Over training, em inglês, é um transtorno no qual as pessoas realizam práticas esportivas de forma continua, com uma valorização praticamente religiosa (fanatismo) ou a tal ponto de exigir constantemente seu corpo sem importar com eventuais conseqüências ou contra-indicações, mesmo medicamente orientadas.
“O desafortunado vigoréxico nunca está satisfeito com seu corpo e se comporta como qualquer viciado em drogas, até deixando o trabalho ser afetado, somente para poder malhar mais. Se acha que não está 100%, não sai de casa para não ser visto em estado para ele deplorável, come obsessivamente o que considera indispensável para seu desenvolvimento muscular, se entope de complementos vitamínicos e até anabolizantes e hormônios, a ponto de muitos morrerem vendendo saúde e robustez ou se suicidarem, pois a taxa de suicídio entre vigoréxicos (nos Estados Unidos estimados em um milhão) é mais alta que no resto da população. "Over training, como o próprio nome sugere, refere-se ao excesso de treinamento e às reações fisiológicas que avisam, por assim dizer, algo está errado, e são semelhantes ao estresse tais como: insônia, falta de apetite, irritabilidade, desinteresse sexual, fraqueza, cansaço constante, dificuldade de concentração entre outras. Pode até ser precedido de uma perda de massa muscular,
pessoas excessivamente preocupadas com a aparência chamada de vigorexia semelhante à anorexia nervosa que é mais comum, as pessoas conhecem mais e já ouviram falar. Nesse segundo caso, trata-se das pessoas nunca satisfeitas com sua magreza e as vigoréxicas são as nunca satisfeitas com seus músculos na busca obsessiva da perfeição.
Com toda certeza, a Vigorexia é uma das mais recentes patologias emocionais estimuladas pela cultura, e nem foi ainda catalogada como doença específica pelos manuais de classificação. A Vigorexia, mais comum em homens, se caracteriza por uma preocupação excessiva em ficar forte a todo custo. Apesar dos portadores desses transtornos serem bastante musculosos, passam horas na academia malhando e ainda assim se consideram fracos, magros e até esqueléticos. Uma das observações psicológicas desses pacientes é que têm vergonha do próprio corpo, recorrendo assim aos exercícios excessivos, a situação se agrava quando surge o consumo de esteróides e anabolizantes com o fim de conseguir "melhores resultados". O consumo destas sustâncias aumenta o risco de doenças cardiovasculares, lesões hepáticas, disfunções sexuais, diminuição do tamanho dos testículos e maior propensão ao câncer da próstata.
A Vigorexia causa problemas físicos e estéticos, como por exemplo, a desproporção displásica, também entre o corpo e cabeça, problemas ósseos e articulares devido ao peso excessivo, falta de agilidade e encurtamento de músculos e tendões

O tratamento desta doença consiste na psicoterapia que envolve diversas equipes de especialistas (como os nutricionistas, psicólogos, entre outros)

Então fiquem atentos ao excesso de exercícios físicos, pois nem sempre ter um corpo em forma significa saúde!

4 comentários:

  1. Belo texto
    Congratulações
    Bom final de semana

    ResponderExcluir
  2. Olá! Com licença; deixe que me apresente: sou Jeferson, um homem comum que gosta de escrever. Quando tenho um tempo saio vadio em visitas a blogs, seguindo a seta que aparece no auto da pagina inicial (próximo blog>>). Posso afirmar que é uma experiência “deliciante”.

    Gostei deste texto. Tenho amigos vigoréxicos e acho que seria bom para eles dar uma lida também. Está bem sucinto e claro o texto. Parabéns ao redator!

    Quando encontro um blog bem legal eu posto um comentário e deixo o convite para que conheçam o http:jefhcardoso.blogspot.com/ . Pela proposta de seu blog creio que poderá encontrar algo em minha sessão em preto e branco, que data de novembro.

    Parabéns por seu blog e desculpe a intromissão.
    Abraço: Jefhcardoso.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia,
    Estou participando de um projeto de generosidade, criado pela Kátia do Colcha e hoje dei início a postagem sobre o tema, veja se ficou legal e participe também!!

    http://cantinhodabarbiegirl.blogspot.com/2009/12/feliz-olhar-novo-projeto-generosidade.html

    beijos e uma bela semana!

    ResponderExcluir
  4. Hua, kkk, ha, ha, deste mal eu não sofro...

    Fiquem com Deus, meninas L & L.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

Ei você ai, obrigada por suas palavras e bla bla bla